quinta-feira, 19 de setembro de 2013

COMPASSO DE ESPERA

Olha a nossa nova colunista ae genteee !!!




Um pouco com pressa, um pouco ansiosa, um pouco irritada, um pouco confusa, um pouco medrosa até ouvir Ele dizer: - Vai!

Jovem como você. Aprendendo o maior dos desafios: esperar.

Filha de pais cristãos, que em 1995 precisaram esperar 8 dias em hospitais e alguns minutos em casa, quando faleci nos braços de minha mãe, para verem a Glória de Deus me levantando para a vida e para o louvor.

E a vida foi me embalando como uma música que vai te envolvendo, e Deus fazia questão de me segurar pelo braço e me dizer com os olhos: - Espera!

Foram poucas as vezes que ouvi palavras Dele diferentes da palavra “Espera”. Já ouvi “Fica quieta”, “Não se pronuncie”, “Controle-se”, mas “Espera” foi e continuará sendo a vencedora.

Aos 15 anos, numa noite de lua cheia, fui até a beiramar de Florianópolis e resolvi arriscar. Fiz um voto. Entreguei os meus dias nas mãos Dele, e disse não querer me aventurar em romances que não me levariam ao altar. Prometi que só namoraria depois dos 18 anos, e com aquele que Ele havia separado pra mim.

Fugi como louca durante os anos que se seguiram. Neguei, perdi amigos e foquei em estudos e livros e música e tudo o que eu podia viver na minha adolescência. 

Aos 19 anos, eu realmente já estava acostumada com as piadinhas dos amigos sobre eu nunca ter namorado, já não me incomodava em ser a única solteira e ver outras amigas noivando e casando e seguindo seus contos de fada. 

Deus falava de vez em quando, sentia que só me observava durante todos aqueles anos, às vezes eu ouvia o vento sussurrar algo como “Espera”. 

Eu esperei, e Ele me surpreendeu. Me surpreendeu com alguém como eu, alguém que veio pra ser amigo, companheiro de oração, e que durante esses três anos embargou a voz durante muitas orações comigo, me motivou a continuar quando eu queria desistir de tudo, me fez ver a beleza que eu havia esquecido, me aproximou ainda mais de Cristo.

Hoje, olhando tudo, eu percebo que o Pai pediu que eu esperasse porque Ele estava cuidando de alguém que seguiria comigo para o centro da vontade Dele. Que me mostraria a beleza da sinceridade.

Esperar realmente não é fácil, ainda mais quando Deus parece somente nos observar. Mas durante esses 22 anos de vida, eu aprendi e entendi que a sinceridade move o amor de Deus por nós.
Ser transparente é entrar no quarto, abrir o coração e mostrar as melequinhas dos pecados que carrega e dizer: - Senhor, me ajuda a limpar. 

É ter coragem de olhar nos olhos Dele e dizer o que realmente te incomoda, o que você não entende, o que a sua carne te pede todos os dias, porque só a força Dele pode te ajudar a negar a sua carne e os pratos do mundo todos os dias. 

Ser sincero é ser amigo, ser íntimo, ser Dele apesar de todo o pecado, de todos os traumas, medos e imperfeições. É fechar os olhos e sentir que Ele te aceita exatamente como você é, e não como o mundo diz que você precisa ser.

Que possamos aguardar com carinho a maior das esperas: A espera de Cristo. Que essa seja a nossa motivação diária para seguirmos os passos de Cristo, carregarmos a sua cruz e fazermos a diferença.

Pessoal, é isso! 



Sou a Mayara, mas pode chamar de May. Estudo pedagogia, sou professora de canto, escrevo desde os 3 anos de idade, congrego na igreja Batista, me caso em 21 de Junho de 2014, moro no interior de São Paulo – por enquanto, publiquei um e-book, sou ministra de louvor, apaixonada por projetos sociais, artesanatos, culinária e livros. 

Espero que nas próximas publicações possamos compartilhar do amor de Cristo que supera, suporta e espera sempre e, com certeza, iremos nos conhecer mais e enriquecer a nossa amizade em Cristo Jesus.

Fiquem na paz de Cristo e até quinta-feira! :)



May Freire

7 comentários:

  1. Bem-vinda May. Que Deus continue abençoando!

    ResponderExcluir
  2. q legal hein!! Mais uma pra ajudar a gente. May, seja bem vinda ! :)

    ResponderExcluir
  3. NHAAAA! *-* Que ótimo! Uma companheiro no ramo da Pedagogia! Deus te abençoe em sua vida e em tudo que for postar. Amei a nova colunista! =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma companheira* (errei ali, rs!)

      Excluir
    2. Que bom encontrar amigas de profissão por aqui também...
      Podemos compartilhar de muitas coisas!

      Obrigada pelo carinho!
      Um beijo!

      Excluir
  4. Antes o meu comentário foi porque tinha lido seu perfil e vi quem era a nova colunista. Mas, quando li o texto todo, Mayara, louvado seja o nome do SENHOR pela sua vida. Testemunho incrível, emocionei-me mesmo. Porque tmb ouço isso direto de Deus "espera"; "descansa"; "aquieta-te"; "fica calma"... Sou extremamente ansiosa e muito afobada. Consigo falar o que não devia, sendo que deveria guardar para mim, como um grande amigo faz quando nos conta algo. Isso com Deus, quando Ele me conta coisas só para mim. Mas, tô aprendendo. O melhor é não deixar de aprender, né?!
    Agora estarei ansiosa para outros textos mais de quinta! :D

    Deus te abençoe muito! O amor de Deus é mesmo constrangedor! Amo demais! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, com o passar do tempo iremos nos conhecer mais e poderei compartilhar muitas outras coisas que Deus tem feito na minha vida e o grande aprendizado que tenho tido lutando contra a ansiedade e aprendendo a descansar e confiar em Deus!
      Com certeza, a melhor maneira de crescermos em Cristo é aprendermos com Ele!

      Que amor de Deus te constranja ainda mais! :)
      Deus te abençoe e até quinta, novamente! :)

      Excluir